• Ale Nagado

Another

Um grande sucesso da moderna literatura de terror oriental.

"Quem é o morto?" A questão que pode encerrar uma sangrenta maldição.

Em um colégio igual a tantos outros no Japão, mortes misteriosas assombram os alunos e professores. Tudo leva a uma estranha maldição, que parece impossível de ser freada ou compreendida. O prólogo da história apresenta um caso trágico envolvendo um jovem estudante bastante popular da escola Yomiyama do Norte, ou Yomikita, na cidade fictícia de Yomiyama. Inconformados e traumatizados com a morte repentina do amigo Misaki Yomiyama, seus colegas de classe passam a negar o acontecido, agindo como se ele ainda estivesse vivo e presente na sala de aula.


Esse pacto ingênuo e macabro desencadeia uma maldição, com uma sucessão de acontecimentos misteriosos que envolve toda a classe e seus parentes próximos. A morte fica à espreita da terceira turma do terceiro ano do ginasial da Yomikita, conhecida como a classe 3-3. Ao longo dos anos, várias mortes começaram a acontecer em sequência, vitimando alunos e familiares em anos específicos.


O narrador da história é o jovem Koichi Sakakibara que, órfão de mãe e com um pai distante em viagem de trabalho, acaba indo morar com os avós e uma tia em Yomiyama. Tendo completado 15 anos, vai estudar no colégio Yomikita, exatamente na classe 3-3, a mesma que foi frequentada no passado por sua própria mãe e, anos depois, pela irmã mais nova dela, Reiko. O ano é 1998 e a última maldição havia se manifestado dois anos antes.


Logo que chega à escola, para onde foi depois de uma internação decorrente de um problema pulmonar, Koichi logo descobre uma atmosfera estranha em sua classe.

A arte de Shiho Enta.

Koichi também logo fica intrigado - e fascinado - com uma misteriosa menina que, não importa o que aconteça, parece ser ignorada pelo resto da classe e até pelos professores, como se não existisse. A garota se chama Mei Misaki e tem como traço físico marcante um tapa-olho, que cobre um olho artificial azul. Inconformado com o tratamento que a garota recebe e temeroso de Mei ser alguém cuja presença só é vista por ele, Koichi passa a tentar saber mais sobre a garota a todo custo. Isso acaba por envolvê-lo em um plano secreto que atinge os alunos e professores da turma 3-3 do colégio Yomikita. Enquanto isso, a maldição tem início e as mortes em série começam a acontecer.


Acredita-se que a chave para impedir a sequência de tragédias é descobrir quem, na esfera de pessoas da sala 3-3, não deveria estar lá. Segundo a lenda que se formou ao longo dos anos, haveria um morto ressuscitado que, misturado entre os vivos, inconscientemente arrastava muitos para um fim trágico. É o "outro", cuja misteriosa identidade é que dá título à obra. Apesar de nada fazer sentido, as mortes não param de acontecer, levando Koichi a buscar respostas para muitos fatos e situações estranhas. Essa busca conduzirá a turma 3-3 a uma luta desigual para permanecerem vivos.


O escritor Yukito Ayatsuji é engenhoso na construção de personagens e situações. Há momentos realmente muito bons, que fazem a leitura fluir freneticamente, mas há outros francamente arrastados.


Quando o mistério começa a se descortinar e tanto a maldição quanto o pacto da classe para tentar combater o mal são revelados, aparece o ponto fraco do autor. Suas explicações rocambolescas fazem pouco sentido e, mesmo dentro de uma suspensão de descrença necessária para acompanhar uma obra de fantasia, muita coisa soa forçada. A grande reviravolta que acontece no final pode tanto encantar a alguns quanto irritar a outros, de tão repentinamente que une pontas soltas da história.


Outro problema é o personagem de Koichi, que ora parece inseguro e imaturo, ora confiante e maduro a ponto de fazer sarcasmo com seus colegas. Mas em algumas passagens, ele define a si próprio como sendo apenas um menino. Aqui, o escritor adulto tentando se expressar como um adolescente nem sempre soa convincente.

Capa do volume 1 do mangá, destacando Mei Misaki no traço de Hiro Kiyohara.

Mas acima dos problemas citados, Yukito Ayatsuji tem uma boa construção de climas e personagens (menos o protagonista). Em certos momentos, ele joga ou insinua situações que criam dúvidas na cabeça do leitor, tecendo suposições que podem ou não se confirmar. E quando as revelações vão se sucedendo, pistas aleatórias e insuspeitas vão se conectando.


Pode-se não gostar de seu estilo ou achar algumas soluções inconsistentes, mas é inegável seu senso de ritmo e suspense, especialmente na parte final da trama.


É praticamente impossível interromper a leitura das últimas 60 ou 70 páginas, quando o autor conduz o arco final de acontecimentos com maestria cinematográfica. Nesse momento, mesmo o crítico mais exigente e reticente quanto à lógica da história é fisgado pelo autor e levado a devorar dezenas de páginas. De quebra, o leitor ainda fica conhecendo vários aspectos da rotina escolar no Japão.


A história de Another começou a ser publicada em 2006, em capítulos seriados na revista Yasei Jidai (ou "Era Selvagem"), da Ed. Kadokawa. Depois, em 2009, foi publicado em formato livro. Foi um sucesso enorme em seu tempo. Publicado originalmente em dois volumes, a edição brasileira traz a obra completa, com mais de 380 páginas. Com belo projeto gráfico e editorial, há infelizmente alguns deslizes que poderiam ter sido evitados.

O animê, disponível no portal Crunchyroll.

A orelha do livro, com um breve texto de apresentação, comete o deslize de revelar a primeira morte da classe, que na prática só acontece depois da página 100. É um spoiler que poderia ter sido evitado. Além disso, a revisão de texto foi um pouco descuidada, mas seria injusto dizer que isso atrapalha a fluência da história.


De grande apelo popular em seu país, Another ganhou adaptações em mangá, animê e live-action.


A adaptação em mangá foi produzida entre 2010 e 2012 na revista Young Ace (Ed. Kadokawa), tendo saído no Brasil em 2013 pela Editora JBC. São quatro volumes ilustrados pelo talentoso Hiro Kiyohara, o mesmo dos mangás Só Você Pode Ouvir e Tsumitsuki. Já as versões em animê foram lançadas em 2012, com 12 episódios de TV e um especial em DVD intitulado The Other ~ Karma. No mesmo ano, saiu a versão em live-action para cinema, com litros de sangue jorrando, bem ao estilo do cinema de terror japonês.

Ai Hashimoto como Mei Misaki na versão live-action.

Em 2014, o Sugoi Japan Awards publicou listas com os 50 títulos favoritos do público nas categorias mangá, animê, light novel e entame shosetsu, ou "romance de entretenimento". Inclusive, nessa categoria de romances de entretenimento, Another ficou entre os favoritos na preferência do público. [Nota: Muitas fontes classificam Another como light novel, o que é um equívoco. Another é uma novel, ou romance.]


Um spin-off da obra focado em Mei, Another - Episode S, foi lançado em 2013. Finalmente, uma sequência, com título Another 2001, começou a ser publicada em capítulos na revista Yasei Jidai no final de 2014. Ambientada três anos após os acontecimentos da história original, a obra foi concluída em 2020, com a compilação sendo lançada na sequência.


Mesmo com ressalvas, a avaliação da obra é bastante positiva. Another é um livro que consegue envolver o leitor com uma atmosfera tensa e misteriosa, sendo esse o seu grande mérito. É uma boa leitura e um mergulho no gigantesco universo literário do horror japonês, uma das mais populares vertentes do entretenimento oriental.

A continuação Another 2001.

ANOTHER ~ アナザー

Autor: Yukito Ayatsuji


Formato: 14 x 21 cm, com 392 páginas Tradução: Edward Kondo

Lançamento: Editora JBC (2015)

- Classificação indicativa: Para maiores de 16 anos.


____________________


Campanha Sushi POP no Apoio Coletivo


- Gosta do meu trabalho? Considere contribuir com qualquer valor (único ou mensal) a partir de R$ 5,00 e incentive a continuidade do Sushi POP. Contribuições públicas ou anônimas são permitidas.

Se preferir, tem o PIX: nagado@gmail.com


- Muito obrigado a todos que já contribuíram e continuam ajudando! - Curta, comente e compartilhe este post em suas redes sociais!