top of page

Samurai Warriors

A saga dos implacáveis guerreiros da virtude contra as forças do mal.

Samurai Warriors (Samurai Troopers)

Por Bruno César [*]


A década de 1980 é conhecida por sua grande quantidade de animês que ficaram marcados na memória do público, sobretudo no gênero shonen (títulos voltados ao público adolescente masculino). Entre estes títulos estão clássicos renomados, como Dragon Ball, Hokuto no Ken, Kinnikuman, City Hunter e Os Cavaleiros do Zodíaco. Este último tornou-se referência em mangás e animês que tinham como protagonistas guerreiros com armaduras, inspirando a criação de várias outras séries no mesmo estilo. Nesta mesma linha surge, em 1988, o animê Yoroiden Samurai Troopers, ou como foi chamado no Brasil, Samurai Warriors.


Produzido pelo estúdio Sunrise, foi uma criação de Hajime Yatate (pseudônimo da equipe criativa do estúdio), sendo exibido pela Nagoya TV entre 30 de abril de 1988 e 4 de março de 1989, totalizando 39 episódios. Ainda ganhou três OVAs entre 1989 e 1991. Diferente da maioria dos animês de sucesso, Samurai Warriors não foi adaptado de um mangá, sendo criado diretamente para a televisão. Sua versão em mangá surgiu posteriormente, sendo publicada na revista Shonen Magazine, da editora Kodansha, entre 17 de novembro de 1988 e 5 de abril de 1990.


A trama se inicia com a chegada de uma grande ameaça à Terra. Um império maligno, chamado como Dinastia, tentava dominar a humanidade. Seu líder, Scorpio (Arago no original), havia tentado dominar o mundo duas vezes no passado. Na primeira tentativa, ocorrida há mil anos, havia sido derrotado pela deusa do Sol Amaterasu e a Armadura do Sol de Hariel. Na segunda ocasião, ocorrida há seiscentos anos, no período feudal, voltou à Terra através dos portões do mundo inferior que se abriram, sendo derrotado e selado em outra dimensão pelo Monge. Agora, em plena década de 1980, voltava a fim de cumprir seu plano frustrado no passado.


O plano de Scorpio fora descoberto por um pesquisador, chamado Dr. Koji (Dr. Yagyu), que orienta sua neta, Mia Koji (Nasti Yagyu), sobre o perigo que Terra corre. Ele também sabia que só havia uma esperança para livrar o mundo das garras de Scorpio. Essa esperança era o aparecimento de cinco jovens samurais, que usariam os poderes contidos em suas armaduras para combater o mal. Estes eram os Samurai Warriors. Cada uma de suas armaduras lhes concedia um poder (no original “virtude”) específico. Quando lutavam unidos, tornavam-se quase imbatíveis diante dos inimigos.

Tristan, César, Hector, Tommy e Jorge.

O grupo de heróis era formado por Héctor (Ryo Sanada), com seu Poder da Virtude, possuidor da Armadura do Fogo de cor vermelha. César (Seiji Date), com seu Poder da Sabedoria, possuidor da Armadura da Luz de cor verde. Tristan (Xiu Lei Fan), com seu Poder da Justiça, possuidor da Armadura da Terra de cor Laranja. Jorge (Shin Mouri), com seu Poder da Confiança, possuidor da Armadura da Água de cor azul clara. Finalmente, Tommy (Touma Hashiba), com seu Poder da Vida, possuidor da Armadura do Céu de cor azul escura.


No primeiro episódio são apresentados os cinco heróis, lutando pela primeira vez contra os seres da Dinastia. O primeiro a aparecer é Héctor, que andava pela cidade com seu tigre de estimação, chamado Fogo Branco (Byakuen). Logo conhece o garoto Yuri (Jun Yamano), que passeava com seus pais. Quando o perigo ameaça a população, o garoto se perde de seus pais, passando a procurá-los ao lado de Mia e dos cinco heróis. A primeira batalha dos Samurai Warriors contra um soldado enviado por Scorpio, foi motivada pelo rapto de Mia e Yuri. Após sua primeira vitória, conhecem os cavaleiros da Dinastia, que seriam seus maiores adversários. Estes eram Demon (Shutendoji), com o Poder da Crueldade. Cronos (Anubis), com o Poder das Trevas. Phantom (Nazha), com o Poder do Veneno. Finalmente, Diavolo (Rajra), com o Poder da Ilusão.

Hector (Ryo)

Ainda nos primeiros episódios, os guerreiros da Dinastia conseguem separar os cinco heróis, a fim de enfraquecer seus poderes e eliminá-los. Os samurais foram enviados a lugares longínquos, onde foram mantidos adormecidos. O primeiro a despertar é Héctor, que inicia a missão de busca a seus companheiros, sendo acompanhado por Fogo Branco, Mia e Yuri. Logo surge o Monge, um homem misterioso, que ajuda os samurais nos momentos mais difíceis. Este era, na verdade, o criador das armaduras. É revelado que as armaduras dos heróis, assim como dos cavaleiros de Scorpio, tem a mesma origem. Porém, cada cavaleiro usou sua respectiva armadura para uma finalidade. Lutar pelo bem ou pelo mal.


O animê possui duas fases, sendo que a primeira apresenta uma luta direta entre os Samurai Warriors contra os cavaleiros de Scorpio. Este, à princípio, aparecia em seu castelo apenas como um espectro, em forma de cabeça gigante. Ao final deste arco, é revelado seu corpo gigantesco, quando parte para a luta decisiva contra os jovens samurais. Na segunda fase, iniciada no episódio 20, os heróis passam a enfrentar novos inimigos, como Sarambo e Lady Kayra (Kayura). A trama desta fase se desenvolve à partir do surgimento da nova armadura de Héctor, formada pela união das cinco armaduras dos Samurai Warriors. Esta era a imponente Armadura do Inferno (“Armadura do Sol” no original) de cor branca.


A série chegou aos Estados Unidos em 1995, por intermédio da distribuidora Graz Entertainment, ganhando uma nova edição, com alguns cortes, além do novo título, Ronin Warriors. Diferente dos temas cantados na edição original japonesa, sendo “Stadust Eyes” e “Faraway”, na primeira fase, e “Samurai Heart” e “Be Free”, na segunda, a versão norte-americana ganhou uma música instrumental genérica, para abertura e encerramento de toda a série. Fez um grande sucesso no país, sendo considerado um dos animês mais queridos até os dias de hoje. Foi exibido até mesmo no bloco Toonami do canal pago Cartoon Network.


Chegou ao Brasil no ano de 1996, por intermédio da Samtoy, que trouxe a edição americana para a exibição na Rede Manchete. Na época, a emissora carioca buscava algum substituto para seu maior sucesso, Os Cavaleiros do Zodíaco, estreando animês com guerreiros de armaduras. Assim, Samurai Warriors estreou em 3 de junho do citado ano, às 18h15, sendo exibido posteriormente também na faixa matinal ao lado de outros animês, como Shurato e Sailor Moon.


Embora a edição adquirida fosse a norte-americana, a Samtoy pediu que o estúdio responsável pela dublagem usasse os nomes da dublagem espanhola nos protagonistas. Isso ocorreu porque os bonecos a serem comercializados seriam importados da Espanha. Além disso, também optaram pela não utilização do título americano da série, mas por fazer uma mistura entre este e o original japonês. Resultando no título Samurai Warriors.


A dublagem ficou à cargo do estúdio paulista Gota Mágica, contando com vozes consagradas da época. Muitos dubladores haviam participado também da dublagem de Os Cavaleiros do Zodíaco, sendo escalados de forma proposital, no intuito de criar uma ligação entre as duas séries. As vozes foram de Hermes Baroli como Héctor, Élcio Sodré como César, Sérgio Rufino como Tristan, Rogério Vieira como Jorge, Afonso Amajones como Tommy, Letícia Quinto como Mia, Úrsula Bezerra como Yuri e Gilberto Baroli como Scorpio.


O animê foi reprisado pela Rede Manchete até meados de 1998, quando saiu definitivamente da programação, ficando fora da televisão brasileira por longos anos. Teve uma reprise pela Rede Brasil entre setembro de 2021 e junho de 2023. Na época da Manchete, também ganhou lançamento dos quatro primeiros episódios, em dois volumes de fitas VHS, distribuídas pela Sato Company. Infelizmente, nunca foi lançado em DVD, Blu-Ray ou serviço de streaming no país.


[*] Bruno César é autor do blog Clássicos na TV.



::: V Í D E O S :::


1) "Stardust Eyes" Composição: Yasuhiko Shigemura e Yoshiko Miura

Intérprete: Mariko Uranishi

- Primeira abertura da série de TV:


2) "Samurai Heart" ~ Ver. 2022 Composição: Yasuhiko Shigemura e Yoshiko Miura Intérprete: Hiroko Moriguchi

- Regravação do segundo tema de abertura da série. Vídeo oficial:


::: FICHA TÉCNICA :::


Título original: Yoroiden Samurai Troopers ~ 鎧伝サムライトルーパー

Estreia no Japão: 30/04/1988 (Nagoya TV)

Número de episódios: 39 Emissoras no Brasil: TV Manchete, Rede Brasil de Televisão

EQUIPE DE PRODUÇÃO

Criação: Hajime Yatate

Planejamento: SUNRISE

Composição da série: Ryosuke Takahashi (ep. 1~19) Roteiro: Jinzou Toriumi, Yuki Onishi, Masanori Oka, Saburou Ebinuma, Yuuji Watanabe, Hideki Sonoda Story-boards: Masashi Ikeda, Mamoru Hamatsu, Yoshimoto Yonetani e outros

Character design: Norio Shioyama, com Akihiro Kanayama (colaborador)

Design de Armaduras: Hideo Okamoto

Diretor chefe de animação: Norio Shioyama

Diretor de arte: Ariaki Okada

Diretor de fotografia: Atsushi Okui

Trilha sonora: Osamu Totsuka Direção de episódios: Norio Shioyama, Kisaraka Yamada, Akihiro Kanayama, Yuuji Moriyama e outros

Direção geral: Sari Ikeda (eps. 1 ~19), Mamoru Hamazu (epis. 20~39)

Produtores: Shin Imai (Nagoya TV), Yoichi Honna (Tokyu Agency), Hironori Nakagawa (SUNRISE)

Realização: Nagoya TV, Tokyu Agency, SUNRISE


ELENCO (vozes originais)


Hector (Ryo Sanada): Takeshi Kusao

Tommy (Touma Hashiba): Hiroshi Takemura

César (Seiji Date): Daiki Nakamura

Jorge (Shin Mouri): Nozomu Sasaki

Tristan (Xiu Lei Fan): Tomohiro Nishimura


Mia (Nasti Yagyu): Kaori Kusakabe

Dr. Koji (Dr. Yagyu): Shouzou Hirabayashi

Yuri (Jun Yamano): Kumiko Watanabe

Scorpio (Arago): Shigezou Sasaoka

Sarambo (Saranbou): Daisuke Gouri

Lady Kayra (Lady Kayura): Masako Katsuki

Narrador: Ryuusuke Oobayashi


- Você pode apoiar o meu trabalho de divulgação cultural doando qualquer valor a partir de R$ 5,00. A doação pela plataforma Apoio Coletivo pode ser única ou recorrente, de maneira pública ou anônima. - Se preferir, pode doar através do PIX: nagado@gmail.com - Uma outra forma de ajudar é divulgar as postagens em suas redes sociais. - Muito obrigado pela atenção e apoio. Que Deus abençoe seu lar!


::: BLOGOSFERA :::



Comments


bottom of page