• Ale Nagado

Tokusatsu GAGAGA

Uma divertida história que mostra como o tokusatsu pode ser apaixonante.

Um dorama diferente e encantador.

Em janeiro de 2019, a emissora japonesa NHK exibiu em sua programação um dorama (ou "drama"), que é como chamam as novelas por lá, com um tema bastante inusitado. Tokusatsu GAGAGA conta a curiosa e divertida história de Kano Nakamura, uma jovem que trabalha como office lady, ou uma típica funcionária de escritório. Parece uma garota comum, mas ela esconde um segredo inusitado. Prestativa, solidária e competente, ela é bastante querida em seu setor. Porém, sem que qualquer colega desconfie, Kano é uma "tokuota", uma abreviação para "tokusatsu otaku", ou seja, uma fanática por seriados de efeitos especiais ("tokusatsu") e seus coloridos super-heróis. Para nós, pode não soar estranho ou condenável, por isso cabe uma explicação sobre o pesadelo da garota: Seu medo de ser descoberta decorre do fato de que ser um otaku é algo geralmente muito mal visto pela sociedade japonesa, ainda mais dentro de uma empresa. A palavra "otaku" não diz respeito a ser fã de cultura pop, mas é um indicativo do comportamento obsessivo de alguns fãs e colecionadores que dedicam sua vida de modo visceral a um hobby ou passatempo, sacrificando convívio social e familiar (e Kano faz muito isso). Tais atitudes em geral não são bem vistas no Japão. Vale ressaltar que simplesmente gostar muito de algumas séries ou mangás não define um otaku, pois muitas pessoas do chamado grande público, ou o público "normal" podem ter um ou outro mangá ou animê de que gostam muito. As animações dos diretores Hayao Miyazaki ou Makoto Shinkai, por exemplo, são vistas como cinema para toda a família, blockbusters de entretenimento de apelo universal. Com tokusatsu não é bem assim, com raríssimas exceções.

No balão: "Eu gosto do que eu gosto!" (*) - Kano Nakamura

A visão negativa sobre tokusatsu como entretenimento não-infantil realmente existe no Japão, pois ele é, quase sempre, associado a produções infantis. Em geral, só é admitido na sociedade japonesa um adulto gostar de algum tokusatsu quando isso está relacionado a um sentimento de nostalgia. Poucas exceções fogem a essa regra, como o filme Shin Godzilla (2016), que conseguiu o feito de atrair o público comum, em parte por causa do hype internacional envolvendo o personagem desde a explosão da mais recente versão de Hollywood. Do ponto de vista de um japonês médio, um adulto acompanhar seriados tokusatsu é algo encarado como vergonhoso e sinal de enorme tolice e imaturidade. E a sociedade japonesa é cheia de códigos de conduta social, com muito mais rigidez e distanciamento interpessoal em relação a povos ocidentais. Entender isso é fundamental, tanto para captar o drama da personagem, como para se divertir com os apuros pelos quais ela passa ao longo dos episódios.

Kano e um chaveiro de seu adorado Shishileo.Kano, ansiosa por ter alguém com quem conversar, logo descobre ocasionalmente outra fã, a bela Kumi Yoshida, que é mais velha (faixa dos 30 anos) e um tanto encanada com a idade. Ela é uma tokuota bem mais atirada, costuma frequentar apresentações de personagens e adora fotografar os traseiros dos dublês que vestem os trajes de heróis. Juntas, elas podem conversar animadamente sobre seus episódios e personagens favoritos. E depois de conseguir sua primeira amiga otaku, Kano decide que irá conseguir mais gente para sua fraternidade. Ela está sempre com o dinheiro contado porque gasta tudo o que pode com DVDs e bonequinhos e vive dando desculpas esfarrapadas para ocultar seu passatempo secreto. Em seu próprio ambiente de serviço, tem medo da colega Yuko Kitashiro, que parece vigiar seus passos e desaprovar tudo o que faz, apesar de possuir um passado de otaku que a fez sofrer muito.

A deslumbrante Kana Kurashima é Yoshida, a amiga mais velha de Kano.

Sendo uma fã fervorosa de tokusatsu, Kano acompanha e consome tudo sobre a série da vez, no caso um esquadrão estilo Super Sentai ou Power Rangers intitulado Juushowan. Seu herói favorito é Shishileo, o líder do grupo. Na infância, seu personagem mais querido era o herói robótico EmerJason. Kano tem seus heróis como guias morais e, em vários momentos, vê os personagens interagindo com ela em sua imaginação, sempre sugerindo a atitude mais correta a se tomar. Tais momentos são bastante divertidos e fazem Kano colocar em prática coisas que aprendeu acompanhando seriados tokusatsu. Uma das lojas que Kano frequenta tem como atendente um homem que a assusta e que ela chama, em sua mente, de "Sr. Yakuzá". O que ela vai descobrir depois é que de mafioso ele não tem nada, sendo um trabalhador pacato, gentil (embora desajeitado) e um grande fã de uma série de desenhos para meninas chamado Lovecute. Assim como Juushowan representa um Super Sentai e EmerJason personifica um Metal Hero, Lovecute é uma espécie de correspondente de franquias primariamente voltadas para meninas como Sailor Moon ou Precure. O episódio focado no Sr. Yakuzá, inclusive, é exemplar de uma das mensagens da série, sobre respeitar todos os gostos, independente da faixa etária ou demografia para a qual um produto de entretenimento possa ter sido majoritariamente direcionado. E mostra como é bom encontrar alguém que partilha dos mesmos gostos e entende os sentimentos envolvidos ao se apreciar uma obra de entretenimento.

"O tokusatsu me ensinou tudo o que é mais importante!!" - Kano Nakamura (*)

Um ponto que esse dorama destaca bem é o quanto de ensinamentos morais as obras de tokusatsu podem passar ao público infantil. Determinação perante desafios, lealdade, senso de honra, dever e o sentimento de ajudar e proteger os mais fracos, especialmente crianças e idosos. São valores universais especialmente caros à educação japonesa e que são desejáveis em qualquer povo, mas que têm sido cada vez mais negligenciados pela sociedade das aparências, do vitimismo e do egocentrismo. Outra pessoa interessante que Kano encontra pelo caminho é o garotinho Taku Tamiya, que ela apelida de "Damian" (por achá-lo meio assustador no início, como o personagem do clássico filme A Profecia). O que os aproxima é que são grandes fãs de Juushowan e, cada um a seu modo, sofre com as responsabilidades da vida. Ela, para conviver com seu trabalho e ele, para com a carga de estudos. É tocante a cena em que Damian conta que faz um caminho mais longo para o curso só para percorrer um corredor subterrâneo e transformar tudo numa brincadeira. Entre eles, surge uma amizade sincera. Mas acima de seus percalços no trabalho e sua eterna falta de dinheiro pra alimentar seu hobby, a grande preocupação que ronda a vida de Kano é sua mãe, uma mulher que sempre tentou direcionar a vida de seus filhos. Enquanto seu irmão é uma pessoa mais "normal", ela sempre sofreu pela recriminações de sua mãe, constantemente querendo controlar sua vida. A sra. Fumi Nakamura sempre criticou e proibiu o quanto pôde a ligação de Kano com tokusatsu. Primeiro, argumentando que não eram programas para uma menina assistir, e depois de alguns anos, implicando que ela já estaria "velha" pra ver seriados infantis. E mesmo já adulta, morando sozinha e financeiramente independente, Kano ainda luta para manter as aparências com sua mãe, mas isso a levará a momentos difíceis e a um tenso enfrentamento familiar. Esse equilíbrio de drama e humor permeia o dorama, que exigiu um dedicado trabalho, sobretudo da atriz principal, a jovem e já experiente Fuka Koshiba.

No balão: “Sou do tipo que quando gosta de uma coisa vai com ela até o fim, então eu me simpatizo com a Nakamura em seu gosto pelo tokusatsu.” (*) - Fuka Koshiba

Nascida em 16 de abril de 1997, Fuka Koshiba encarnou Kano Nakamura com muita entrega ao papel e ajudou a criar uma personagem crível e adorável. Em 2014, ela interpretou a bruxinha de Kiki Delivery´s Service na adaptação live-action para cinema da famosa obra de Hayao Miyazaki, lançada em 2014. No mesmo ano, também trabalhou na versão dorama do famoso mangá Great Teacher Onizuka. A atriz fez um grande trabalho em Tokusatsu GAGAGA, sendo acompanhada por um elenco talentoso e selecionado com muita propriedade. A direção e roteiro da obra também são excelentes, conseguindo equilibrar partes engraçadas, sérias e tristes de modo magistral. E espalhadas em algumas cenas, há participações especiais, algumas bastante rápidas. Entre os convidados, o cantor Yukio Yamagata (do tema de Gaoranger e muitas anime songs), o suit actor Jiro Okamoto (Kamen Rider BLACK e BLACK RX) e o ator Hiroshi Miyauchi (Kamen Rider V3, chefe Massaki em Winspector e Solbrain). Jiro Okamoto, inclusive, é quem veste o traje de EmerJason sempre que o herói aparece. O cuidado na produção revela que a NHK não apenas entendeu a essência do tokusatsu, mas foi fundo em muitos e saborosos detalhes que apenas os fãs irão apreciar.

apa do primeiro volume do mangá, um merecido sucesso editorial.

Tokusatsu GAGAGA teve apenas 7 episódios, quando o normal para um dorama é ter 11 ou 12. Tal redução pode ser explicada pelo custo superior de produção, que teve que recorrer ao uso intenso de efeitos especiais, principalmente para criar, de maneira convincente, tanto Juushowan quanto EmerJason, vistos como ficções dentro da ficção. Com muitos detalhes, a impressão que fica é a de que ambos realmente tiveram séries no mundo real. A produção foi baseada no mangá homônimo criado por Niwa Tanba, um grande sucesso que estreou em 2014 na revista Big Comic Spirits (Ed. Shogakukan) e rendeu 20 volumes.


Em 2017, o trabalho venceu o badalado Prêmio Cultural Osamu Tezuka, o que foi decisivo para que a emissora estatal NHK selecionasse o trabalho para adaptar como atração em seu bloco de novelas Dorama 10.

Fuka Koshiba

Em entrevistas, a atriz e modelo Fuka Koshiba declarou ter adorado esse mergulho no mundo do tokusatsu, algo que até então desconhecia. Algum tempo depois, acabou trabalhando em uma produção do gênero. Em Chosoku (Hi-Speed) Parahero Gandeen (2021), minissérie em três partes da NHK sobre um herói paraplégico, Fuka contracenou com dois astros do tokusatsu: Sou Okuno e Takeshi Tsuruno, respectivamente os protagonistas de Kamen Rider Zi-O (2017) e Ultraman Dyna (1997). Belíssima e também uma boa atriz, Fuka Koshiba já é uma celebridade da mídia em seu país. Combinando humor, drama e situações divertidas com personagens carismáticos, Tokusatsu GAGAGA foi muito mais do que um bom dorama. Foi uma verdadeira declaração de amor ao tokusatsu e aos super-heróis japoneses.


(*) Agradecimentos ao colecionador Usys222, do blog parceiro Casa do Boneco Mecânico. Trailer oficial:

TOKUSATSU GAGAGA ~ トクサツガガガ Ficha técnica Estreia: 18/01/2019 (NHK) Total: 7 episódios de 43 minutos cada Criação: Niwa Tanba Roteiro: Shigenori Tanabe Trilha sonora: Akio Izutsu Colaboração (efeitos especiais): Toei Company Direção: Hajime Suenaga, Shinzo Nitta e Akira Ono Gerente de produção: Shô Yoshinaga Realização: NHK Nagoya Station


Elenco: Kano Nakamura: Fuka Koshiba Kumi Yoshida: Kana Kurashina Masaaki Matsumoto ("Sr. Yakuzá"): Manabu Takeuchi Taku Tamiya ("Damian"): Kokoro Terada Yuko Kitashiro: Haruka Kinami Takashi Onoda: Takafumi Honda (BOYS AND MEN) Yuki Shirahama: Rena Takeda Naotarô Kawashima ("Chara Hiko"): Yuuki Morinaga Fumi Nakamura (mãe): Yuki Matsushita Mai Shiraishi: Mikoto Uchiyama (SKE48) EmerJason (voz), narrador: Kenichi Suzumura Shishileo (voz) / Vendedor: Shinba Tsuchiya


___________________________________


Campanha Sushi POP no Apoio Coletivo


- Gosta do meu trabalho? Considere contribuir com qualquer valor (único ou mensal) a partir de R$ 5,00 e incentive a continuidade do Sushi POP. Contribuições públicas ou anônimas são permitidas.

Se preferir, tem o PIX: nagado@gmail.com


App do Sushi POP


- Não perca nenhuma atualização. Já tem o app? Use esse código de convite: 6Q946U