• Ale Nagado

Ultraman - Precursor de um Universo

O maior super-herói do Japão é uma verdadeira instituição cultural em seu país.

Ultraman em sua pose clássica para disparar o raio Spacium.

Um ícone pop, o mais famoso super-herói do Japão é um gigante de 40 metros de altura que combate monstros e conquistadores espaciais que ameacem a segurança do Universo, em especial do planeta Terra. Conhecido mundialmente, o cultuado Ultraman foi sucesso no Brasil durante a década de 1970, quando era exibido na antiga TV Tupi – Canal 4. No início das transmissões do SBT, ainda foi apresentado com boa repercussão. Lançado em vídeo na segunda metade dos anos 90, foi redublado e reprisado parcialmente na TV Manchete. Com participações até hoje em produções do estúdio Tsuburaya Productions, Ultraman tem muitos fãs no Brasil. Relembre agora a trajetória do maior caçador de monstros do Universo.


O INÍCIO DA SAGA


Escoltando o monstro Bemlar para sua prisão espacial, o guerreiro Ultraman acidentalmente colide sua nave-asteroide com o jato do oficial Hayata, membro da Patrulha Científica (chamada de S.I.A. na segunda dublagem) e causa sua morte. Para compensar o erro, o herói consegue restituir a vida de Hayata, inserindo nele sua própria energia vital e entrando em simbiose com ele. Uma vez na Terra, inicia-se então uma nova missão para Ultraman: proteger o planeta de ameaças ainda maiores que Bemlar. Sem que seus companheiros de equipe saibam, Hayata luta contra monstros e invasores do espaço transformando-se em Ultraman graças ao poder contido na Cápsula Beta.

Contra o rival Alien Baltan (ou Vartan).

Oriundo da Cidade da Luz no planeta Ultra, localizado na distante Nebulosa M-78, Ultraman é um gigante de 40 metros de altura e possuidor de grandes poderes, como voo, teleporte e usa poderosas energias na forma de raios e lâminas de arremesso. Sob o fraco sol da Terra, sua energia dura apenas três minutos, entrando em ação somente em último caso. O valente Hayata acaba se mostrando o hospedeiro perfeito para Ultraman, pois sua posição de investigador da Patrulha Científica sempre o leva para perto das grandes ameaças à humanidade.


A Patrulha é liderada pelo Capitão Muramatsu e tem como integrantes, além de Hayata, os oficiais Ide (Ito, na dublagem original), Arashi, Akiko Fuji, o cadete Hoshino (que por um erro de tradução fora confundido com irmão de Fuji) e o cientista Dr. Iwamoto.


Depois de vencer ameaças como os aliens Baltan, além de monstros como Neronga, Jirass, Red King, Gomora, Jamilla, Jeronimon e outros, Ultraman enfrenta seu derradeiro desafio quando é derrubado pelo dinossauro espacial Z-Ton (ou Zetton), após uma batalha antológica.


Resgatado por Zoffy, seu superior na Irmandade Ultra, ele retorna a M-78 após se separar de Hayata e promete voltar quando possível. Mas, certo tempo depois, outro vigilante espacial da mesma raça de Ultraman vem à Terra para fazer o mesmo trabalho, o ainda mais poderoso Ultra Seven.

Muramatsu, Ide, Akiko, Arashi e Hayata.

HAYATA OU ULTRAMAN?


Aqui, cabe uma observação importante: Na série original, Hayata é um hospedeiro inconsciente. Com sua mente adormecida, Hayata passa a série inteira sem saber que serve como identidade humana de Ultraman. O tempo todo, é Ultraman quem está no controle das ações e somente quando eles se separam Hayata desperta, sem saber o que aconteceu anteriormente.


Nos EUA, o texto foi alterado para dar a entender que Hayata está consciente e troca de lugar com Ultraman na transformação. Essa é a versão que serviu de base para a primeira dublagem brasileira. Quando a série foi redublada para lançamento em VHS nos anos 1990, foi utilizado o script original para servir de base para a tradução.

Contra Z-Ton, em frente à base da Patrulha Cientifica.

BASTIDORES


A série foi projeto pessoal do diretor de efeitos especiais Eiji Tsuburaya (1901~1970), que havia trabalhado no primeiro Godzilla, de 1954, após ter construído fama em filmes de guerra. No embalo da série Ultra Q, uma espécie de Além da Imaginação japonês repleto de monstros, Tsuburaya planejou uma série que seria focada em um novo e inovador super-herói que ele gostaria de ver. Até Ultraman, todos os heróis eram ou de tamanho humano como National Kid, ou robôs, como Goldar, o herói central de Vingadores do Espaço (Magma Taishi – Embaixador Magma).


Partindo do zero, muitas ideias foram tentadas e consideradas, até se chegar ao produto final, uma criação verdadeiramente coletiva, mas com o gênio de Eiji Tsuburaya supervisionando e dando um norte para a equipe criativa. Nomes como Woo, Bemular e outros foram tentados, até que Ultraman foi escolhido como nome final. O design foi quase todo projetado por Tohl (Toru) Narita, que no entanto não queria o marcador luminoso no peito, acrescentado depois.


O personagem foi apresentado ao público japonês em 10 de julho de 1966, em um especial de TV gravado em um auditório intitulado O Surgimento do Ultraman. O seriado propriamente dito começou em 17 de julho de 1966, sendo o segundo seriado live-action colorido do Japão, logo atrás de Vingadores do Espaço, lançado dias antes. A série emplacou com seu humor, fantasia e aventura. E, claro, com as situações e batalhas mirabolantes vividas por Ultraman e seus amigos. Ao longo da série, foram usados três trajes diferentes, sendo que o primeiro tinha uma máscara que literalmente derretia com o calor dos refletores.


Evoluindo tecnicamente ao longo dos episódios, Ultraman chegou a picos de 38 pontos de audiência, sendo um dos maiores sucessos de todos os tempos em seu país de origem. Com as dificuldades de se produzir uma série semanal de efeitos especiais e precisando reestruturar a empresa, Eiji Tsuburaya decidiu encerrar a saga no capítulo 39.

Susumu Kurobe é Hayata.

Ultraman originou uma enorme linhagem de personagens, com uma produção que continua até hoje, sempre mantendo uma conexão com os heróis do passado. O primeiro Ultraman faria pequenas participações nos seriados Ultra ao longo dos anos 70, sendo que o ator Susumu Kurobe (Hayata) ainda apareceria rapidamente em O Regresso de Ultraman (1971), já exibido no Brasil) e em Ultraman Taro (1973). Susumu Kurobe, a exemplo da maioria dos atores de seriados japoneses, não fez grande carreira na mídia. Mesmo assim, trabalhou em novelas e filmes diversos e até interpretou vilões de destaque em Kamen Rider BLACK (1987) e Winspector (1990), séries já vistas na extinta TV Manchete.


Sem necessariamente ser associado à imagem do ator que interpretou sua parte humana, o gigante vermelho e prata continuou a ser visto em diversas produções ao lado dos seus sucessores.


MUITO ALÉM DA SÉRIE CLÁSSICA


Em 1979, um especial de TV reuniu cenas de alguns episódios de Ultraman para formar um longa-metragem. De cenas inéditas, teve uma reunião de todos os Ultras que existiam na época e uma nova sequência de luta entre o herói e seu rival Baltan. Em 1984, dois filmes para cinema Ultraman Zoffy e Ultraman Story, se amparavam em imagens de arquivo, com o último tendo como destaque uma grande luta dos Irmãos Ultras contra o monstro Grand King. Esses especiais serviram, ao menos, para manter a franquia viva.


O Jubileu de Prata (25 anos) foi comemorado em 1991, mas era uma época fraca para o estúdio, cujo trabalho foi homenageado no drama para TV Os Homens que Fizeram Ultraman, uma produção carregada de respeito e nostalgia.


O ano de 1993 trouxe um crossover inusitado, com Hayata e Ultraman aparecendo no episódio 40 da série de ação e humor Shushutorian, da Toei Company. [Nota: Veja aqui um relato detalhado desse episódio.]


Ainda em 1993, Ultraman protagonizou um encontro com o herói concorrente Kamen Rider (também da Toei Company), num curta-metragem de ação filmado como parte de um documentário chamado Ultraman vs Kamen Rider.

Em 1996, quando a Tsuburaya lançou nos cinemas a aventura cômica Ultraman Zearth, preparou também um curta-metragem do primeiro Ultraman intitulado Yomigaere! Ultraman ("Levante-se, Ultraman!"). Era uma colagem de cenas da série clássica editada com efeitos visuais melhorados e rápidas cenas inéditas. Com um novo roteiro em mãos, os atores originais dublaram novas falas para seus personagens, criando uma nova aventura do primeiro Ultraman, 30 anos depois da exibição original. Esse especial também marcou a criação de nomes completos para os oficiais da Patrulha, coisa que não havia originalmente.


Outro momento marcante veio em 1997, em um dos últimos episódios da série Ultraman Tiga. Num episódio antológico, o primeiro Ultraman reaparece para ajudar o mais bem-sucedido Ultra dos anos 90.

Retorno empolgante das lendas durante a saga de Ultraman Mebius.

Em 2006, a série Ultraman Mebius festejou os 40 anos das séries Ultra em grande estilo. Era a retomada do universo clássico, com direito a participações dos antigos heróis, a maioria com suas formas humanas. Susumu Kurobe aparece como um Hayata idoso, em dois episódios exibidos em 2007 e também no longa Ultraman Mebius and Ultraman Brothers (2006), uma aventura repleta de nostalgia. 2008 foi o ano do longa Daikessen! Chou Ultra 8 Kyodai ("Batalha decisiva! Os Super 8 Irmãos Ultra"), que reuniu várias gerações. O filme foi exibido pela HBO com o título Super Herói Ultraman: Oito Irmãos. Nesse filme, os Ultras clássicos aparecem em versões humanas de um universo paralelo, em um roteiro sofrível, mas repleto de citações, homenagens e participações, sendo um grande sucesso de bilheteria. Em 2009, o velho Hayata entra novamente em ação, no filme Dai Kaiju Battle! Ultra Ginga Densetsu, lançado no Brasil como Mebatalha na Galáxia Ultra.

Capa do Blu-ray do filme de Ultraman X (2016).

A despedida oficial de Hayata foi uma pequena participação no filme Ultraman Saga, em 2012. Em aparições posteriores, o Ultraman original só apareceria já transformado e com outros atores fazendo sua voz quando necessário.


Em 2020, o clássico herói ganhou uma série em quadrinhos pela Marvel Comics e tem uma série em animação sendo preparada pela Netflix. Tudo isso é parte do plano de internacionalização da marca Ultraman, que vem ganhando cada vez mais popularidade fora do Japão.


Em 2021, as atenções se voltam para o filme Shin Ultraman, de Shinji Higuchi (direção) e Hideaki Anno (roteiro e produção), que mostra um Ultraman sem a icônica luz de aviso, mais de acordo com o visual original de Tohl Narita.


O herói é um dos maiores nomes do licenciamento mundial, com dezenas de produções derivadas, entre seriados e filmes live-action, animês, livros, mangás, games e mais de dez mil produtos lançados, consumidos por uma grande legião de admiradores. Mais do que isso, iniciou uma linhagem de heróis que existe até hoje, um enorme universo ficcional que tem encantado gerações de fãs.

Ultraman - Coleção TV Estronho vol. 4 - Livro impresso, totalmente dedicado ao Ultraman, escrito por Danilo Modolo, do canal TokuDoc.

::: FICHA TÉCNICA :::


Ultraman

Título original: Ultraman ~ ウルトラマン

Estreia no Japão: 17/07/1966 (emissora TBS)

Número de episódios: 39


Criação e desenvolvimento: Tsuburaya Productions

Roteiro: Shinichi Sekizawa, Tetsuo Kinjoh, Masahiro Yamada, Shozo Uehara e outros

Trilha sonora: Kunio Miyauchi Desenho de produção: Tohl Narita (principal)

Efeitos especiais: Koichi Takano (principal)

Direção: Hajime Tsuburaya, Toshihiro Iijima, Akio Jisoji e outros

Supervisão editorial: Eiji Tsuburaya

Realização: Tsuburaya Productions, TBS

Emissoras no Brasil: TV Tupi, TVS/SBT, TV Manchete (principais)


ELENCO

Shin Hayata: Susumu Kurobe

Capitão Toshio Muramatsu: Akiji Kobayashi

Akiko Fuji: Hiroko Sakurai

Daisuke Arashi: Sandayu Dokumamushi

Mitsuhiro Ide (Ito, na primeira dublagem): Masanari Nihei

Issamu Hoshino: Akihide Tsuzawa

Dr. Iwamoto: Akihiko Hirata

Ultraman (suit actor): Bin Furuya


::: E X T R A S :::


1) Ultraman no Utá ("A Canção do Ultraman")

Letra: Kyouichi Azuma (Hajime Tsuburaya) / Melodia: Kunio Miyauchi Intérprete: Kagaku Tokusoutai

- Brilhante interpretação de 2017 do tema clássico, por uma banda formada por excelentes músicos fãs de tokusatsu. O velho faxineiro do clipe é vivido por Bin Furuya, que vestiu o traje de Ultraman na série de 1966 e depois foi o oficial Amagi em Ultra Seven. Roteiro e direção do vocalista e guitarrista Hyouri Takahashi.

2) The Making of Ultraman:

- Documentário legendado, com depoimentos. Muitas cenas foram extraídas do especial de TV "Os homens que fizeram Ultraman", de 1991.


3) Saiba MUITO mais no blog Casa do Boneco Mecânico:


O Nascimento do Ultraman - Fascinante resenha de um livro escrito pelo diretor Akio Jissouji (1937~2006), repleto de informações sobre os bastidores da série.


NERO! A história de Susumu Kurobe - A carreira do ator que interpretou Hayata por anos.


Ultra-Act: Ultraman - Informações e fotos sobre a figura articulada do herói lançada pela Bandai.


S.H. Figuarts Ultraman 50th Anniversary Edition - Action figure comemorativa, lançada em 2016.


Toshihiro Iijima - O Criador do Alien Baltan - Um pouco da obra de um dos grandes gênios da Tsuburaya Pro.

Alexandre Nagado

---------------------------------------


Campanha no ApoioColetivo