top of page

Goggle V

Os super-heróis que lutam contra a ciência maligna que ameaça a Terra.

Gigantes Guerreiros Goggle V.

Surgindo sem aviso, o castelo voador Dystopia avança sobre o Japão, o ponto inicial de sua guerra pela conquista de toda a Terra. A fortaleza é a sede da Ciência Maligna Death Dark, liderado pelo monstruoso Chefe Taboo. O grupo, que já destruiu civilizações no passado, clama utilizar a ciência para a conquista dos povos, utilizando monstros e robôs de batalha.


Na tentativa de organizar uma resistência contra a ciência maligna, o cientista Professor Hongo, do Instituto de Pesquisas Científicas do Futuro, organiza um pequeno grupo de crianças superdotadas, que ele chama de Computer Boys & Girls, e os encarrega de selecionar cinco jovens destemidos para sua força de combate. Cada um receberá um bracelete energético que irá transformá-los nos Gigantes Guerreiros Goggle V, com trajes de combate especiais e artefatos esportivos usados como armas.


Os cinco escolhidos são: O alpinista Kenichi Akama (Goggle Red, com 22 anos), o enxadrista e zelador do estádio Korakuen (atual Tokyo Dome) Kanpei Kuroda (Black, de 26 anos), o jogador de hóquei Saburo Aoyama (Blue, de 20 anos), o cuidador de zoológico Futoshi Kijima (Yellow, de 27 anos) e a ginasta olímpica, Miki Momozono (Pink, com 16 anos). A cada um é dado um bracelete com o poder de uma pedra preciosa, a saber: Rubi (Red), esmeralda (Black), safira (Blue), opala (Yellow) e diamante (Pink). As pedras preciosas também evocam diversas civilizações, como a lendária Atlântida (rubi), a Ásia - em especial o templo Angkor Wat, no Cambodia (esmeralda), o Egito antigo (safira), o lendário continente Mu (safira) e as civilizações extintas Maia e Inca (diamante). Como os guerreiros Goggle V, os cinco heróis adquirem grande força e resistência, e têm suas habilidades naturais ampliadas.

Goggle V em formação de batalha.

O quinteto conta com a ajuda dos gênios mirins do grupo Computer Boys & Girls e de poderosos veículos, sendo que três deles se combinam no gigantesco Goggle Robô. Os veículos de combate são o Goggle Jet (pilotado por Red), Goggle Tank (Blue) e Goggle Dump (Yellow). Os veículos são transportados pela grande nave de batalha Goggle Caesar, que fica oculta abaixo do estádio Korakuen. Toda essa estrutura é supervisionada pelos jovens integrantes dos Computer Boys & Girls.


Cada uma das crianças fica encarregada de dar suporte remoto a cada guerreiro. Tatsuya, de 12 anos, auxilia Goggle Red, Makoto (12 anos) apoia Goggle Black, Haruo, de apenas 8 anos, segue os passos de Goggle Blue, Daisuke (10 anos) ajuda Goggle Yellow e a menina Akane (12 anos) é a parceira de Goggle Pink. Além disso, as auxiliares de Hongo, Midori e Sayuri, permanecem oferecendo suporte ao grupo mesmo depois da partida do cientista logo no início da missão. Em termos de trabalho de equipe, eles logo se tornam uma unidade de combate bastante coesa, por terem sido selecionados não só por suas habilidades, mas também por suas personalidades. Akama é o líder nato, o que chama as responsabilidades para si; Kuroda é o segundo em comando, sempre atencioso e disposto a ajudar. Aoyama é impulsivo e bastante protetor com crianças, Kijima é brincalhão e sempre procura deixar o clima mais leve, e Miki, apesar da pouca idade, é bastante madura e racional.


Do lado do Death Dark, surgem monstros de tamanho humano que, ao serem derrotados, podem ainda, como último recurso, controlar robôs gigantes feitos à sua semelhança. É quando o Goggle Robô entra em ação, pilotado por Red, Blue e Yellow. Black e Pink ficam no comando do Goggle Caesar, que dá apoio aos demais.

Goggle Robô em ação.

Goggle V foi o mais antigo seriado da franquia Super Sentai a ser exibido no Brasil, e foi trazido na esteira do sucesso de Changeman (1985), que chegou ao Brasil em 1988, junto com O Fantástico Jaspion (1985).


Goggle V chegou ao Brasil em 1990 e foi exibido primeiro na TV Bandeirantes (atual Band), num pacote de séries que incluiu Sharivan (1983), Machine Man (84) e Metalder (87). Com exceção de Metalder, que era da Everest Vídeo, as demais da Bandeirantes foram trazidas pela Oro Filmes. A série foi prejudicada no Brasil por conta de uma desastrosa edição sonora que foi feita de improviso na Itália (devido a uma perda acidental da trilha de fundo original), antes da produção chegar em nosso país. [Nota: Confira a história dessa confusão em vídeo do canal TokuDoc.]


O destaque nas cenas de ação era o ator Junichi Haruta, um habilidoso dublê que também interpretou o vilão MacGaren em Jaspion e acumulou participações em Metalder, Jiraiya (88), Cybercop (88), Solbrain (91) e várias outras produções. Em grande forma na época de Goggle V, Haruta foi escalado também para a série seguinte, Dynaman, onde interpretou Dyna Black. Outros atores de Goggle V vistos em séries exibidas no Brasil foram Noboru Nakaya (1929~2006), o Dr. Hongo, que interpretou também o profeta Edin, na série do Jaspion. O narrador foi Toru Ohira (1929~2016), que interpretou o vilão Rodak e o Chefe Kurata, nas séries Vingadores do Espaço (1967) e Spectreman (1971), respectivamente.

Kijima, Aoyama, Kuroda, Miki e Akama.

Além da série, Goggle V teve um episódio especial de cinema nunca exibido no Brasil, criado para o Manga Matsuri ("Festival do Mangá") da Toei, lançado durante a temporada de exibição do seriado. De exibição restrita, tais especiais nunca são vendidos como parte das séries correspondentes, e as distribuidoras raramente se interessam por eles. Goggle V foi a sexta produção da extensa franquia Super Sentai, e os elementos ainda estavam sendo trabalhados. Em termos de coreografia, as lutas já ficavam mais dinâmicas e movimentadas, algo que seria ainda mais aperfeiçoado no ano seguinte, com Dynaman. O roteiro era mais simples e ingênuo, geralmente em episódios autocontidos, sem o senso de uma grande saga, algo que se tornaria mais comum com o passar do tempo nas séries da Toei Company.


Ao longo dos anos, Google V se tornou uma série muito querida pelo público brasileiro, que teve ao menos um produto exclusivo oficial. Em 1991, a editora EBAL lançou uma revista em quadrinhos licenciada e produzida pelo Estúdio Velpa. Depois, inexplicavelmente, a segunda edição trouxe uma história não aproveitada de Flashman, que foi parcialmente redesenhada para acomodar os heróis de Goggle V. O resultado foi uma produção bizarra, que acabou mesclando elementos das duas séries. Isso foi feito à revelia do estúdio original.


Produto de uma época ingênua e com heróis carismáticos, Goggle V ajudou a sedimentar o gênero Super Sentai no gosto do público brasileiro, que anos depois iria conhecer uma franquia derivada que conquistaria o mundo, os Power Rangers. Mais de 40 anos após sua estreia, os Gigantes Guerreiros ainda possuem um apelo todo especial, que vai além da mera nostalgia.

::: FICHA TÉCNICA :::


GOGGLE V

Título original: Dai Sentai Googuru Faibu ~ 大戦隊ゴーグルファイブ Estreia no Japão: 06/ 02/ 1982 (TV Asahi) Número de episódios: 50 Emissoras no Brasil: Bandeirantes e Record Versão brasileira: Álamo


EQUIPE DE PRODUÇÃO Criação: Saburo Yatsude Planejamento: Yuyaki Usui (TV Asahi), Susumu Yoshikawa e Seiji Abe (Toei)

Roteiro: Hirohisa Soda, Tomomi Tsutsui, Isao Matsumoto, Akiyoshi Sakai, Kyoko Sagiyama e Kei Yuki Desenho de personagens (Goggle V) e máquinas (Goggle Robô e naves): Katsushi Murakami (Bandai) Desenho de personagens (monstros e inimigos): Muneo Kubo, Tetsuro Akasaka e Masahiko Watanabe (Toei)

Trilha sonora: Chumei Watanabe

Diretores de ação (coreografia): Junji Yamaoka e Minoru Yokoyama (Japan Action Club)

Efeitos especiais: Nobuo Yajima (diretor)

Direção: Shojei Tojo, Kazufumi Hattori, Osamu Tsuji, Minoru Yamada e Michio Konishi

Produtores: Morihiro Kato (TV Asahi), Takeyuki Suzuki (Toei)

Realização: TV Asahi, Toei, Toei Agency

A atriz Megumi Ookawa. À esquerda, ela como modelo da revista de ficção e fantasia Uchuu Sen.

ELENCO

Kenichi Akama/ Goggle Red (voz): Ryoji Akagi

Kanpei Kuroda/ Goggle Black (voz): Junichi Haruta

Saburo Aoyama/ Goggle Blue (voz): Shigeki Ishii

Futoshi Kijima/ Goggle Yellow (voz): Sanpei Godai

Miki Momozono/ Goggle Pink (voz): Megumi Ookawa

Tatsuya Ueda: Hidetomo Iura

Makoto Takenaka: Minoru Takeuchi

Haruo Shimada: Kazuhiko Ohara

Daisuke Ooyama: Tomonori Mizuno

Akane Aizawa: Hanae Sugimoto

Midori Wakaki: Itsuko Kobayashi (episódios 1 a 19, 22)

Sayuri Yamamoto: Chieko Hosoya

General Deathmark: Yosuke Naka

Deathgiller: Toshimichi Takahashi

Mazurka: Mayumi Yoshida

Dra. Zazorya: Kumiko Nishiguchi (episódios 1 a 15)

Dr. Iguana: Eiichi Kikuchi (episódios 1 a 15)

Bella: Mariko Oki (episódios 15 a 27) e Noriko Nakanishi (episódios 28 a 50)

Beth: Kumiko Shinbo (episódios 15 a 50) Chefe Taboo (voz): Eisuke Yoda

Dr. Hideki Hongo: Noboru Nakaya (episódios 1, 2, 49 e 50) Narrador: Toru Ohira Dublês e suit actors: Japan Action Club

Computer Boys & Girls

::: E X T R A :::


"Dai Sentai Goggle V "~ Tema de abertura (versão ao vivo, 2006) Letra: Kazuo Koike / Melodia: Chumei Watanabe

Intérprete: MoJo


VEJA MAIS REVIEWS!


- Você pode apoiar o meu trabalho de divulgação cultural em diferentes mídias, doando qualquer valor a partir de R$ 5,00 e incentive a continuidade do Sushi POP.

- A doação pela plataforma Apoio Coletivo pode ser única ou recorrente, de maneira pública ou anônima. - Se preferir, pode doar através do PIX: nagado@gmail.com - Muito obrigado pela atenção e apoio. Que Deus abençoe seu lar!

Commentaires


bottom of page