• Ale Nagado

IKIGAI - A força motriz da vida

O caminho para uma vida com propósito e significado, segundo os japoneses.


Tanjiro, de Demon Slayer
Demon Slayer: Vingança não é o objetivo supremo, mas o desejo de proteger e salvar.


Ikigai [生きがい] é uma palavra originária de Okinawa, a região tropical na parte sul do Japão e que é recordista em longevidade de seus moradores. Não tem uma tradução precisa em português, mas significa algo como "razão de viver" ou "razão de ser". É algo que dá prazer, sentido e intensidade à vida. Não tem relação com grandes ideais, coisas grandiosas ou ambições e objetivos na vida. Um idoso aposentado pode ter um ikigai rico e uma vida intensa, muito mais que um jovem perdido e sem rumo na vida.


Trata-se de ter o conhecimento pessoal daquilo que é importante ou que dá alegria e força em sua vida. Ainda, não é necessariamente uma coisa só e nem sempre é a mesma coisa a vida toda.


O ikigai de alguém pode envolver esporte, arte, música, família, vocação, profissão, hobby, religião, voluntariado, atividades sociais ou mesmo algo pelo qual se é pago. Pode estar no cuidado com os filhos, no trato de animais, em uma horta, em organizar atividades na igreja ou associação de bairro; pode estar no simples prazer de preparar uma refeição, aumentar uma coleção ou compartilhar conhecimento.


Seja como for, o ikigai é apontado como um dos segredos para uma vida longa e feliz. Aposentar-se e ficar encostado, vendo a vida passar, é algo que vai totalmente contra esse conceito, que mesmo em uma pessoa hiperativa, pode estar totalmente disperso entre coisas feitas por obrigação e sem dedicação.

Gráfico explicando o ikigai

Há também autores - em geral, coaches - que fazem treinamento empresarial e direcionam o conceito de ikigai para "fazer coisas grandiosas" ou "realizar grandes conquistas". Fazem isso para dar um verniz de "sabedoria oriental" em algo voltado à ambição profissional, o que é uma deturpação completa do sentido. O sentido da vida de cada um pode realmente envolver, de modo ideal, um bem para a sociedade ou ao próximo, mas não é esse o ponto fundamental.


Não se trata de buscar motivação para fazer algo, e sim ter algo (ou um conjunto de coisas) que seja capaz de motivar a ação e cuja realização seja fonte de alegria. A isso se somam outros conceitos filosóficos, como aceitar as imperfeições da vida (o que é chamado de "wabi-sabi") ou valorizar cada momento como sendo único (o "ichigo ichie"). [Nota: As explicações aqui são bem superficiais, só para introduzir os temas.]


Existem livros que explicam esses conceitos e existe um famoso gráfico (mostrado acima) que coloca o ikigai na intersecção de vários elementos importantes para cada um. O importante é perceber e reconhecer seu ikigai como a força motriz de sua vida, agregando mais elementos a ele.

Ash, de Pokémon
Ash (Pokémon): Aprendendo com as derrotas, sem nunca desistir.

As narrativas japonesas sempre colocam ênfase em personagens que têm um norte bem definido, uma vontade que os move, e isso é bastante marcante em muitas obras.

Ash Ketchum, de Pokémon, tem seu ikigai concentrado no desejo de se tornar o maior treinador Pokémon do mundo. Para isso abriu mão de sua infância para viajar pelo mundo em busca desse sonho, mesmo enfrentando inúmeras derrotas. Seu ikigai forte é o que sempre o faz acordar de bom humor rumo a uma nova aventura. E aventura é o que não falta na vida de um pirata, nosso próximo exemplo.


Monkey D. Luffy, de One Piece, tem um objetivo claro, que pode soar estranho para muitos. Ele quer ser o Rei dos Piratas, o que para ele é um símbolo máximo de liberdade individual, e o faz movido por sentimentos de honra, justiça e solidariedade. Desbravar horizontes, aprender coisas novas, ajudar pessoas em dificuldades, tudo isso faz parte de seu ikigai.


O protagonista de Naruto busca ser o maior dos ninjas de sua aldeia, o líder, o hokage. Porém, isso só vai valer à pena e ter valor se ele treinar muito, além de proteger e ajudar pessoas no caminho. Seu filho, Boruto, não compartilha das mesmas aspirações, e se ressentia das cobranças, por ele ser filho e neto de hokage.


Conforme a história avança, ele acaba encontrando sua motivação ao lutar contra o clã maligno Ootsutsuki, que ameaça a Terra. Ele também almeja ser um grande ninja, espelhando-se mais em seu mestre, Sasuke.

Naruto treinando
Naruto: Treinando com um objetivo.

Em Demon Slayer, o habilidoso Tanjiro Kamado tem no centro de seu ikigai o desejo de proteção da família. Ele luta para restaurar a humanidade de sua irmã Nezuko e luta para exterminar os demônios devoradores de gente, para que outras famílias não sejam destruídas como a dele foi.


De modo geral, histórias para meninos e rapazes (a demografia shonen) são plenas de personagens com motivações fortes. Já em obras para um público mais maduro, a falta de um ikigai pode ser o ponto de partida para uma jornada interior de descobertas e desafios.

No animê para adultos Sing "Yesterday" For Me, o protagonista Rikuo Uozumi começa a história se sentindo perdido, com um diploma na mão, mas fazendo bico para sobreviver e sem coragem de investir em um relacionamento amoroso. Um cara perdido, sem energia, sem grana e se sentindo um pária da sociedade. Após refletir e chegar à conclusão de que se tornou um excluído da sociedade por sua própria culpa, resolve fazer o caminho de subida, correndo atrás da antiga aspiração, que era trabalhar com fotografia, bem como dando uma chance a seus sentimentos por uma antiga colega. Rikuo rejeitou o vitimismo e, aos poucos, as coisas começaram a se encaixar e ele foi amadurecendo, encontrando seu caminho e entendendo melhor seus próprios sentimentos.


Histórias sobre esporte são as mais ricas em mostrar personagens com um ikigai definido e forte. Em Super Campeões, a razão de viver de Oliver Tsubasa e seus amigos se manifesta no desejo pela vitória no futebol, enquanto no clássico Speed Racer, o foco estava no automobilismo.

Ryu, de Street Fighter
Ryu (Street Fighter): Sua luta é pelo aprimoramento pessoal.

Na franquia Street Fighter, o karateca Ryu tem a motivação de um peregrino das artes marciais, sempre em busca de aperfeiçoamento e desafios para suas habilidades, sem deixar de lado o senso de honra e o comprometimento com a amizade.


Relembrando outra obra icônica ligada à disciplina do esporte, Slam Dunk, vemos o encrenqueiro Hanamichi Sakuragi encontrar uma razão de viver ao descobrir o basquete. O esporte lhe desperta a paixão e dedicação, o que acaba acarretando transformações profundas em sua vida e modo de agir.


Quando o assunto envolve esporte, aliás, a famosa dedicação oriental ganha ares míticos; com muitos personagens famosos na cultura pop, alguns oriundos da vida real, como no clássico de artes marciais Sawamu - O Demolidor.


Os exemplos são inúmeros e a cultura pop japonesa tem uma rica tradição em apresentar personagens fortes e determinados que, mesmo sem definir isso verbalmente, personificam todos aqueles que têm ou descobriram uma razão para viver plenamente. Isso é o ikigai.


____________________________________


Campanha Sushi POP no Apoio Coletivo


- Apoie o meu trabalho, doando qualquer valor a partir de R$ 5,00 e incentive a continuidade do Sushi POP. Contribuições públicas ou anônimas são permitidas. Se preferir, tem o PIX: nagado@gmail.com


App do Sushi POP


- Não perca nenhuma atualização. Já tem o app? Use esse código de convite: 6Q946U


Compartilhe este post em suas redes sociais!